FIAT CLUBE

Mais que referência em Fiat: Paixão
It is currently Sat Apr 19, 2014 3:58 am

All times are UTC - 3 hours




Post new topic Reply to topic  [ 47 posts ]  Go to page 1, 2, 3, 4, 5  Next
Author Message
PostPosted: Sat Apr 21, 2007 12:01 am 
Offline

Joined: Tue Apr 17, 2007 8:51 pm
Posts: 64
Location: Belo Horizonte MG
Um assunto muito polêmico hoje em dia é sobre a lubrificaçao do motor.
Existem varios tópicos falando sobre o assunto, mas nada como um bom óleo trocado em um prazo maximo de 8 mêses. Tentem usar sempre um óleo com viscosidade, carga de aditivação e resistência a temperatura recomendado pelo manual do carro, troque em espaço mais curto de tempo, tipo 5k ou 8 mês de uso.
Existem bons óleos por preços bem legais, eu particularmente gosto muito da linha da Petrobrás, pro marea um bom Sintético 5W40 dá conta do recado por apenas 19 reais o litro colocado. Sempre troquem o filtro de óleo junto, não vale a pena ficar economizando em tão pouco.

Quando alguém estiver em dúvida se seu motor tem borra ou não, não exite, mande abrir a tampa de valvúlas o mais rápido possível, já ví muitos proprietários surpresos com a cituação do motor. Um motor com borra pode ter sua vida bem reduzida por deficiencia na lubrificação, a tela da trompa de aspiração ( sugador ) pode chegar a entupir completamente, não dando chance ao descuido.

Motor de marea é forte, robusto e roda milhares de quilometros se bem cuidado.

Aqui vai algumas fotos sobre borra, vcs vão ver motores limpos e sujos com a danada.


Motor com borra em estado inicial.
Image
Image
Image


Motor de fire em estado avançado de borra.
Image
Image
Image
Image
Essa é a trompa de aspiraçao, reparem nos pequenos orificios de entrada do oleo.
Image

Reparem na diferença de um cartér limpo e um sujo.
Image
Image

Cabeçote limpo sem a remoçao do mesmo, somente para casos de inicio de borra.
Image

Cabeçote removido e limpo em retifica, caso mais severo de borra.
Image
Image
Image

Por enquanto é só isso. Depois eu posto mais.

_________________
Não deixem de visitar.

viewforum.php?f=36


Top
 Profile  
 
 Post subject:
PostPosted: Sat Apr 21, 2007 7:05 pm 
Offline
Site Admin

Joined: Wed Apr 11, 2007 10:51 am
Posts: 3069
Location: Brasília/DF
ADG,

Manutenção preventiva e troca de óleo são fundamentais mesmo, após ver essas fotos então tenho mais certeza disso.

A troca de óleo então nem se fala, deve ser feita mesmo na menor km q o fabricante indicar ou até antes.

Inclusive depois da reportagem q vi no Jornal Nacional q falou q quase 40% dos postos de gasolina fiscalizados não estao com combustivel em conformidade com as normas da ANP fico até com pena do azarado q mora do lado de um posto desse e abastece lá toda semana.

Conheço um caso q em menos de 6.000km o carro zero bateu motor.

Minha contribuição: fotos de um caso grave de borra:

carter
Image

tampa do comando
Image

tampa do comando em close

Image


valeu

_________________
Uno 1.0 Fire Flex - Tractor,
Na família: Novo Uno Way; Uno 1.0 Fire Flex; Marea 1.8

Ex: Tipo 2.0 16v - Sedicivalvole
Fiat 147 City - pickup
Uno 1.6R - Black
Ex na família: Pálio Week 1.6 16v - Stile; Marea Week; Pálio 1.0 MPI - ex; Uno Electronic
Panorama S; Fiat 147 Rallye

Com a FIAT há 22 anos.


Image


Top
 Profile  
 
 Post subject:
PostPosted: Sun Apr 22, 2007 10:48 am 
Offline

Joined: Tue Apr 17, 2007 8:51 pm
Posts: 64
Location: Belo Horizonte MG
Boa, essa tampa ai parece ser de motor GM, para quem não sabe, não é só fiat que dá borra.
Hoje em dia por causa da alta taxa de compressão dos motores modernos, o oleo lubrificante tem sofrido muito com as altas temperaturas.
Motores VW, Honda,Fiat e etc.... Todos formam borra se caso a troca de oleo, prazo e tipo não sejam respeitados.

_________________
Não deixem de visitar.

viewforum.php?f=36


Top
 Profile  
 
 Post subject:
PostPosted: Sun Apr 22, 2007 5:15 pm 
Offline
Site Admin

Joined: Wed Apr 11, 2007 10:51 am
Posts: 3069
Location: Brasília/DF
Falando como leigo, já q não tenho estatísticas precisas sobre o assunto, creio que o maior
vilão da borra é a gasolina batizada (claro que existem os viloes secundários).

Vejam q na europa e eua tem motoristas tão desleixados qto os nossos, os carros evoluem
em tecnologia o q aumenta a exigencia sobe os lubrificantes, em vários lugares as
temperaturas são tão tropicais quanto as nossas mas mesmo assim o indice de problema
com motores por conta de borra é bem menor.


Senao vejamos, considerando apenas um problema por vez e que TODAS as demais
condições são ideais e tomando como base por exemplo o UNO FIRE FLEX (troca de óleo
em 7.500 ou 15.000km, serviço severo/serviço normal):

a) sem trocar o óleo e sem o óleo baixar alem do especificado qtos km são
necessários rodar até o motor fundir? 3, 4 vezes a km oficial de troca? acho q até mais,
isso seria 22.500 / 30.000 / 45.000 / 60.000km +

b) sem trocar filtro de óleo (so trocando óleo) qtos km são necessários até
o filtro entupir e fundir? 10 vezes a km oficial? 75.000 / 150.000km

c) trocando sempre o óleo na km maior q o fabricante recomenda qtos km são
necessários até fundir? 10 vezes a km oficial? 75.000 / 100.000km

d) caso mais grave é o do dono q abastece sempre em um determinado posto (prox de
casa/serviço/caminho/PROMOÇÃO ?) e o tal posto vende gasolina batizada
com solvente/benzeno/nafteno/etc qtos km são necessários para as frações/vapores
desses liquidos fazerem os 4litros de gasolina virarem a famosa pasta borra? siceramente
eu nao aposto em mais do que a km de 1 única troca na km de fábrica 7500 / 15000km

Alguem tem estatísticas confiáveis sobre esses dados?


valeu

_________________
Uno 1.0 Fire Flex - Tractor,
Na família: Novo Uno Way; Uno 1.0 Fire Flex; Marea 1.8

Ex: Tipo 2.0 16v - Sedicivalvole
Fiat 147 City - pickup
Uno 1.6R - Black
Ex na família: Pálio Week 1.6 16v - Stile; Marea Week; Pálio 1.0 MPI - ex; Uno Electronic
Panorama S; Fiat 147 Rallye

Com a FIAT há 22 anos.


Image


Top
 Profile  
 
 Post subject:
PostPosted: Sun Apr 22, 2007 6:59 pm 
Offline
Site Admin
User avatar

Joined: Wed Apr 11, 2007 12:16 am
Posts: 470
Location: Brasilia / DF
E nao tem volta...
Nao adianta rodar altos KM demorando a troca de óleo e começar a cuidar.

Depois de um ponto não tem volta, o motor vai para o brejo mesmo.

_________________
Fiat Clube do Brasil
Admin

Fiat Marea Turbo 2.0 20V
Image
Image


Top
 Profile  
 
 Post subject:
PostPosted: Tue Apr 24, 2007 11:20 am 
Offline

Joined: Tue Apr 17, 2007 8:51 pm
Posts: 64
Location: Belo Horizonte MG
Deró wrote:
Falando como leigo, já q não tenho estatísticas precisas sobre o assunto, creio que o maior
vilão da borra é a gasolina batizada (claro que existem os viloes secundários).

Vejam q na europa e eua tem motoristas tão desleixados qto os nossos, os carros evoluem
em tecnologia o q aumenta a exigencia sobe os lubrificantes, em vários lugares as
temperaturas são tão tropicais quanto as nossas mas mesmo assim o indice de problema
com motores por conta de borra é bem menor.


Senao vejamos, considerando apenas um problema por vez e que TODAS as demais
condições são ideais e tomando como base por exemplo o UNO FIRE FLEX (troca de óleo
em 7.500 ou 15.000km, serviço severo/serviço normal):

a) sem trocar o óleo e sem o óleo baixar alem do especificado qtos km são
necessários rodar até o motor fundir? 3, 4 vezes a km oficial de troca? acho q até mais,
isso seria 22.500 / 30.000 / 45.000 / 60.000km +

b) sem trocar filtro de óleo (so trocando óleo) qtos km são necessários até
o filtro entupir e fundir? 10 vezes a km oficial? 75.000 / 150.000km

c) trocando sempre o óleo na km maior q o fabricante recomenda qtos km são
necessários até fundir? 10 vezes a km oficial? 75.000 / 100.000km

d) caso mais grave é o do dono q abastece sempre em um determinado posto (prox de
casa/serviço/caminho/PROMOÇÃO ?) e o tal posto vende gasolina batizada
com solvente/benzeno/nafteno/etc qtos km são necessários para as frações/vapores
desses liquidos fazerem os 4litros de gasolina virarem a famosa pasta borra? siceramente
eu nao aposto em mais do que a km de 1 única troca na km de fábrica 7500 / 15000km

Alguem tem estatísticas confiáveis sobre esses dados?


valeu


Deró, acho que vc tem razão sobre a questão do combustivel sim.
Só que eu em meu dia a dia de oficina, não consegui ligar formaçao de borra com combustivel ruim.

Deixa eu te dizer porque:
Atendo inumeros tipos de carros em minha oficina, fiat e outras marcas tambem, até importados de vez em quando.

Vc pega um motor AP que roda 15mil sem trocar oleo e o bicho não dá borra, o carro usa o mesmo combustivel que os outros.
VC pega um fiasa da mesma maneira e dificilmente vc vê borra.

Agora vc pega um fire, fivetech, motor AT VW, e outros de taxa um pouco mais alta, ai começa o negocio da borra.

Com os motores mais modernos, giradores e taxados, o oleo vem sofrendo bem mais, por isso a troca tem que ser bem antecipada.
As temperaturas dos motores atuais subiram muito em busca de otimização do consumo e potência, junto com isso, vem se buscando novos lubrificantes para atender as novas necessidades atuais.

Para evitar borra, existe duas receitinhas basicas infaliveis:
1 use o oleo correto para seu carro.
2 Troque no maximo a cada 5k ou 6 mêses.

Só isso. Seu oleo não terá tempo de oxidar .

_________________
Não deixem de visitar.

viewforum.php?f=36


Top
 Profile  
 
 Post subject:
PostPosted: Tue Apr 24, 2007 11:27 am 
Offline
Site Admin
User avatar

Joined: Wed Apr 11, 2007 12:16 am
Posts: 470
Location: Brasilia / DF
ADG, o Marcelo do ClubeFiat, Marcelo Mazzaro, fez uma viagem de 1200 KM com óleo novo.

Chegando ao final da viagem, o óleo (Selênia Performer 10w40) virou graxa devido a combustível ruim.

O óleo sofreu oxidação em 1200km rodados. Portanto, existe toda a possibilidade do solvente da gazolina adulterada acabar com o óleo do carro bem antes do tempo.

PS: o motor do carro dele havia acabado de ser refeito, portanto, 100% limpo. Nem 10.000km rodados.

2.4 20V

_________________
Fiat Clube do Brasil
Admin

Fiat Marea Turbo 2.0 20V
Image
Image


Top
 Profile  
 
 Post subject:
PostPosted: Tue Apr 24, 2007 9:59 pm 
Offline

Joined: Tue Apr 17, 2007 8:51 pm
Posts: 64
Location: Belo Horizonte MG
davidfdr wrote:
ADG, o Marcelo do ClubeFiat, Marcelo Mazzaro, fez uma viagem de 1200 KM com óleo novo.

Chegando ao final da viagem, o óleo (Selênia Performer 10w40) virou graxa devido a combustível ruim.

O óleo sofreu oxidação em 1200km rodados. Portanto, existe toda a possibilidade do solvente da gazolina adulterada acabar com o óleo do carro bem antes do tempo.

PS: o motor do carro dele havia acabado de ser refeito, portanto, 100% limpo. Nem 10.000km rodados.

2.4 20V


Sim, isso é um caso raro de super contaminaçao.
Algum problema tinha nesse motor com certeza, acho que uma vez falamos sobre isso no cdm.

_________________
Não deixem de visitar.

viewforum.php?f=36


Top
 Profile  
 
 Post subject:
PostPosted: Tue Apr 24, 2007 11:10 pm 
Offline
Site Admin

Joined: Wed Apr 11, 2007 10:51 am
Posts: 3069
Location: Brasília/DF
ADG HIGH TORQUE wrote:
(...)Vc pega um motor AP que roda 15mil sem trocar oleo e o bicho não dá borra, o carro usa o mesmo combustivel que os outros.
VC pega um fiasa da mesma maneira e dificilmente vc vê borra.

Agora vc pega um fire, fivetech, motor AT VW, e outros de taxa um pouco mais alta, ai começa o negocio da borra.

Com os motores mais modernos, giradores e taxados, o oleo vem sofrendo bem mais, por isso a troca tem que ser bem antecipada.
As temperaturas dos motores atuais subiram muito em busca de otimização do consumo e potência, junto com isso, vem se buscando novos lubrificantes para atender as novas necessidades atuais.(...)

Totalmente certo. :D

2 problemas são inerentes aos motores mais novos:
1) Maior rotação - visando aumentar a eficiência do propulsor se aumentou o regime de rotação, com grande parte da energia era gasta para girar inicialmente um propulsor então com alta rotação o motor aumenta sua eficiencia e minimiza as perdas

2) Maior taxa - Novamente visando aumentar a eficiência da queima.

O problema comum as duas características acima é a alta temperatura do propulsor e consequentemente do óleo, nos motores de 5 anos atras o óleo trabalhava na média de 100Cº, hoje isso quase dobrou, a bomba de óleo ha 5 anos atras trabalhava compressões de 1,5 a 4 bar, hoje os valores sao de 2,5 a 6 bar; ha 5 anos tras, ofluxo médio de ar dos motores de 5 anos atras era de de 50litros/seg, hoje é de 150litros/seg, as taxas de compressão dos motores antigos eram em media de 8kgf/cm2, hoje é 10/11kgf/cm2.

Creio q além da borra térmica (oxidação do lubrificante pela alta temp) temos tb a borra quimica (oxidação do lubrificante por contaminação), e a alta taxa tem grande culpa nisso pq qto maior a taxa maior a probabilidade de vazamento pelos anéis e consequentemente maior a chance de borra quimica.

Note q motores de baixa rotação (mais frios) e baixa taxa (menos vazamento de pressão pelos anéis) são infinitamente menos propensos a borra.

Porém tenho como base os motores giradores europeus e americanos q não são propensos a borra como os nossos, por isso credito grande parte
da borra a contaminação do combustível; Mas pra mim isso é questão de tempo até os fabricantes de lubrificantes adicionarem antidotos antioxidantes ao benzeno, nafteno, solventes, etc.

valeu

_________________
Uno 1.0 Fire Flex - Tractor,
Na família: Novo Uno Way; Uno 1.0 Fire Flex; Marea 1.8

Ex: Tipo 2.0 16v - Sedicivalvole
Fiat 147 City - pickup
Uno 1.6R - Black
Ex na família: Pálio Week 1.6 16v - Stile; Marea Week; Pálio 1.0 MPI - ex; Uno Electronic
Panorama S; Fiat 147 Rallye

Com a FIAT há 22 anos.


Image


Top
 Profile  
 
 Post subject:
PostPosted: Tue Apr 24, 2007 11:29 pm 
Offline
Site Admin

Joined: Wed Apr 11, 2007 10:51 am
Posts: 3069
Location: Brasília/DF
ADG HIGH TORQUE wrote:
Sim, isso é um caso raro de super contaminaçao.
Algum problema tinha nesse motor com certeza, acho que uma vez falamos sobre isso no cdm.

Concordo :D

Eu tenho forte convicção na contaminação mas em apenas 1200km e rodados na estrada (vários postos de gasolina diferentes) é de fato de se pensar em outra causa, ainda mais q o óleo é sintético e portanto menos propenso a borra.

Divagações:
- bomba de óleo com baixa pressão? (aumento da exigência do lubrificante e superaquecimento)
- cilindros com taxas diferentes? (superaquecimento da cabeça dos cilindros - nao perceptível pela temp da água e deteriorando o óleo n cabeçote e consequente oxidação do lubrificante)
- vazamento pelos anéis? (contaminando o lubrificante = oxidação)
- Uso severo antes do assentamento das partes internas? (talvez o alto atrito teria induzido aquecimento excessivo e oxidação do lubrificante)
- Erro de montagem do motor? (alto atrito interno = oxidação do lubrificante)

São tantas coisas q só abrindo para ter uma idéia mais precisa.

valeu

_________________
Uno 1.0 Fire Flex - Tractor,
Na família: Novo Uno Way; Uno 1.0 Fire Flex; Marea 1.8

Ex: Tipo 2.0 16v - Sedicivalvole
Fiat 147 City - pickup
Uno 1.6R - Black
Ex na família: Pálio Week 1.6 16v - Stile; Marea Week; Pálio 1.0 MPI - ex; Uno Electronic
Panorama S; Fiat 147 Rallye

Com a FIAT há 22 anos.


Image


Last edited by Deró on Sun Apr 29, 2007 6:05 pm, edited 1 time in total.

Top
 Profile  
 
Display posts from previous:  Sort by  
Post new topic Reply to topic  [ 47 posts ]  Go to page 1, 2, 3, 4, 5  Next

All times are UTC - 3 hours


Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest


You cannot post new topics in this forum
You cannot reply to topics in this forum
You cannot edit your posts in this forum
You cannot delete your posts in this forum
You cannot post attachments in this forum

Search for:
Jump to:  
Powered by phpBB® Forum Software © phpBB Group